Curso de Ciências Naturais comemora 20 anos de existência

A graduação em Ciências Naturais da Universidade do Estado do Pará (Uepa) celebra, durante a manhã e a tarde do 18 de novembro, no Auditório Paulo Freire do Centro Ciências Sociais e Educação (CCSE), os seus 20 anos de existência, conjuntamente, com a III Jornada de Estágio Supervisionado do curso.

O tema central escolhido para compor a programação do evento foi Formação Profissional e Perspectivas com o objetivo de visualizar o cenário da área das Ciências Naturais no Estado do Pará. “Ao longo desses 20 anos, o curso de Ciências Naturais tem cumprido a sua missão, pois preparou professores para a educação básica do Estado a partir de acompanhamento assertivo no trajeto de formação dos discentes do curso, portanto, a instituição e os alunos estiveram lado a lado construindo juntos esse processo” afirmou o Reitor da Uepa, Rubens Cardoso.

O debate proposto visa o diálogo entre os participantes, professores e pesquisadores das áreas da química, biologia e física com o objetivo de proporcionar um momento de reflexão sobre temáticas pertinentes à vida profissional e acadêmica do ensino das ciências naturais. “O curso de ciências naturais está fazendo história hoje, não somente pela comemoração do evento, mas, também, por registrar a atuação profissional dos futuros professores que a instituição está preparando para o quadro de docentes do Estado” ponderou o vice-diretor do CCSE, Prof. João Paulo, sobre o evento em alusão a trajetória da graduação de Ciências Naturais.

Além disso, dentro da programação da celebração de 20 anos da graduação foi realizada a III Jornada de Estágio Supervisionado do Curso de Ciências Naturais UEPA, instante em que os discente realizaram troca de relatos de experiência em comunicações orais ao expor os projetos e trabalhos desenvolvidos em atividades práticas nas escolas de educação básica e nos espaços não formais de ensino a partir das residências pedagógicas realizadas. “É sempre importante lembrar que o curso de Ciências Naturais é a graduação com maior presença nos campus interiorizadas da Universidade, portanto, é de extrema importância termos espaços em que os discentes possam expor suas pesquisas acadêmicas e atuações profissionais nos seus estágios com o intuito de debater possibilidades e encontrar caminhos para a área” comentou a coordenadora do evento, Prof. Ionara Antunes

A programação contou com mesas redondas, conferência, comunicações orais, exposições e programação cultural com a participação do grupo especializado em música popular “Vou Festejar”. “O evento está sendo meu primeiro contato com pesquisadores da área, pois sou calouro ainda, porém está sendo bastante produtivo poder escutar e opinar sobre questionamentos referentes aos caminhos que nós podemos seguir no curso de Ciências Naturais, além de conhecer mais sobre a graduação dentro da instituição” comentou o discente de Ciências Naturais, Saimon Silva.

A Licenciatura Plena em Ciências Naturais  — com as habilitações em Biologia, Química e Física  — passou a existir na Uepa após aprovação em dezembro de 1998. E já no ano seguinte, em 1999, pôde contar com sua primeira turma de futuros cientistas da natureza. O curso passou, em 2002, pela sua primeira reformulação, que só vigorou a partir de 2004. Depois dessa reestruturação, o Centro de Ciências Sociais e Educação ofertou, em Belém, as primeiras turmas de Ciências Naturais com habilitação em Química e Física. 

Para o professor Diego Machado, coordenador do curso, é lisonjeiro estar no cargo de coordenador por conta da história e dos diversos resultados que são provenientes de todos envolvidos com a Licenciatura Plena em Ciências Naturais. “Somos responsáveis pela formação de muitos professores de ciências que atuam na capital e interior do Estado; e até mesmo fora. Tivemos uma capilaridade em diversos campi desta universidade e isto fortaleceu não só o âmbito formativo dos discente e dos egressos, como também dos muitos docentes que passaram pelo nosso curso. Nossa história se confunde com a do CCSE que fez 25 anos”, pontuou.


Texto: Wesley Lima/Ascom CCSE – Daniel Leite Jr/Ascom UEPA
Fotos: Nailana Thiely